Conteudo alternativo caso a pessoa nao tenha flash

Dicas de Saúde


Obesidade


Hoje, a obesidade já é considerada uma epidemia mundial e vem preocupando cada vez mais os especialistas em saúde.

Isso porque os quilos a mais estão entre os principais fatores causadores de doenças, principalmente as cardiovasculares (infarto,derrame e hipertensão arterial). Além dessas, o excesso de peso também pode acabar ocasionando problemas psicológicos e orgânicos.


O que ocasiona a obesidade?
Em geral, a obesidade ocorre quando há um excesso alimentar combinado com uma vida sedentária. Mas fatores metabólicos, genéticos, endocrinológicos, psicológicos e socioeconômicos também podem interferir e gerar essa condição.


A difícil realidade
O obeso procura remédios mágicos dos quais a medicina, infelizmente, não dispõe. Na verdade, o obeso precisa repensar seriamente seus hábitos dietéticos e sua atividade física. O resto é ilusão: perder peso hoje para recuperá-lo amanhã.


Doenças associadas à obesidade:

  • Hipertensão arterial;
  • Doenças coronarianas;
  • Diabetes mellitus;
  • Hiperlipidemia (elevação de colesterol e triglicerídeos);
  • Cálculos na vesícula biliar;
  • Doenças articulares (principalmente nos joelhos e tornozelos);
  • Varizes e má circulação sangüínea nas pernas;
  • Infertilidade e irregularidades menstruais;
  • Alterações psicológicas (depressão, bulimia nervosa).


Como saber se uma pessoa é obesa?
Existem várias formas de avaliar o grau de obesidade. A mais utilizada é a medida do Índice de Massa Corporal (IMC). Para descobrir o seu IMC, basta fazer o seguinte cálculo:
Divida o seu peso (em quilogramas) pelo quadrado da sua altura (em metros).

Exemplo: em uma pessoa com 80 kg e 1,70m, o IMC será: 80/1,70² = 27,6.


Para avaliar o resultado, considere a seguinte tabela:

  • Pessoas com IMC entre 20 e 24,9 estão com peso normal;
  • Pessoas com IMC entre 25 e 29,9 estão com sobrepeso;
  • Pessoas com IMC igual ou maior do que 30 estão obesas.


Como prevenir a obesidade:
Manter uma alimentação saudável e evitar o sedentarismo são as melhores armas para combater o aumento de peso que pode gerar a obesidade.